Quando trocar o óleo do motor da moto?

Quando trocar o óleo do motor da moto?

Uma pergunta importante que muitos motociclistas se fazem é: quando trocar o óleo do motor da moto?

Existem muitas dúvidas relacionadas a este assunto, e muitos mitos e aqui você vai entender o que é mito e verdade sobre a troca de óleo de motor.

Tem que trocar o óleo a cada 1000km?

Isso tem certa verdade mas em certos pontos é mito, inclusive que surgiu por conta de recomendações de manuais antigos principalmente da Honda que foi uma das primeiras marcas a trazerem motos populares 4 tempos ao Brasil.

A troca a cada 1000km é recomendada para alguns modelos de motos, e então você pergunta: qual a quilometragem para trocar o óleo do motor da moto?

A quilometragem varia conforme o fabricante e o lubrificante, há motos onde a recomendação é a cada 3000km ou 6 meses com óleo mineral, ou então modelos que utilizam óleo sintético pedem 5000km ou 6 meses.

Quando então devo trocar o óleo do motor por quilometragem?

O ideal é trocar conforme a recomendação do fabricante da sua moto, logicamente que trocar antes da quilometragem indicada não fará mal ao seu motor, pelo contrário, pode ajudar até na durabilidade, porém pode custar caro no seu bolso.

Preciso trocar o óleo do motor porque está escuro?

Existe um mito em relação à cor do óleo no motor, e tem muito “sommelier” de óleo, ou mesmo “mexânico” tentando empurrar serviço e produto pro cliente.

Preciso trocar o óleo porque está escuro?
É obrigatório trocar o óleo do motor porque está escuro?

Se o óleo ainda está na quilometragem indicada pelo fabricante, e está no prazo de validade e ele está escuro significa que ele está fazendo o trabalho dele de lubrificar e limpar o motor.

Isso mesmo os óleos modernos todos possuem algum tipo de aditivo estudado e projetado para funcionar quimicamente com o combustível, e o motor que ele foi desenhado, o que nos leva ao próximo mito.

Bonus: posso colocar aditivo de óleo no motor da minha moto?

Primeito fator importante é que o óleo do motor já vem com aditivos, e a cada nova API que são as letrinhas: SL, SM, indicam a norma e os aditivos que compoem aquele lubrificante.

Que as pessoas gostam de fórmulas mágicas isso é um fato, principalmente quando se mora em países onde a manutenção dos veículos é cara: e mais importante de: quando trocar o óleo do motor, é o “que devo colocar no motor com o óleo?”

E aí a resposta é: se o fabricante recomenda o uso apenas do óleo lubrificante utilize apenas ele, pois nos motores à combustão ocorrem várias reações químicas.

O óleo por passar pelos cilindros estará em contato com restos ou mesmo o vapor do combustível, o que pode ocasionar reações químicas, e alguns produtos podem gerar um resultado oposto ao aumento da durabilidade.

Além do mais de tempos em tempos sempre surge aquela história do produto que “restaura” ou devolve ao motor a potência que ele tinha novo, e que as montadoras não querem isso porque ganham muito dinheiro.

Nenhuma montadora vai querer que sua moto dure pouco propositalmente, afinal as pessoas racionalmente deixariam de comprar aquele modelo de moto, então cuidado com os aditivos que prometem aumento de vida útil do motor.

Um jeito de saber se este aditivo serve ou não é verificar se ele é certificado pela ANP, que é responsável pela fiscalização dos lubrificantes, combustíveis a base de petróleo e aditivos.

Gostou deste conteúdo? Tem mais alguma dica sobre troca de óleo? Deixe nos comentários abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *